terça-feira, 30 de junho de 2009

29 de Junho molhado...mas Abençoado!

O Capitão Cunha Lopes, como gosta de ser tratado pelos rapazes da 2042ª
...Oficiais...(Presente...(Sargentos...Presente...(Praças... Presente...








...Tínhamos tratado de tudo com muita antecedência.Saímos do Porto às 5.30 no autoc arro expresso que nos levaria a Lisboa, onde chegamos às 9.00 horas. Havia muito tempo para chegar à Carregueira, pois as cerimónias teriam inicio pelas 10.30, mas na dúvida logo tratamos de saber como chegar lá pois conhecíamos pouco de transportes e horários. O Mr. Rui um jovem militar de Barcelos mas a prestar serviço militar no Entroncamento, que eu conheci através do Hi5 mais conhecedo rdestas coisas de comboios logo tratou de nos desenrascar. Assim na gare do Oriente apanhamos o comboio para o Cacém numa viagem que me fez recuar 37 anos, pois foi lá que assentei praça em 1972. Chegados, andamos um bocado a pé até a um posto de combustivél um pouco cansados, mas animados por sabermos que estávamos perto. Foi então que me lembrei de pôr a boina e pedir boleia até ao quartel, e porque o "Comando" pratica a camaradagem logo o primeiro que nos apareceu parou, e para surpresa minha era o General Faria de Oliveira pessoa gentil que eu conhecia desde Angola, e que no pequeno pecursso conversamos um pouco e entramos na unidade. Tanto eu como Mr. Rui e a outra acompanhante Miss Carla ficamos muito vaidosos e orgulhosos desta boleia de uma personagem muita querida dos "Comandos". Obrigado senhor General...dissemos. Uma vez no interior da unidade, tempo para cumprimentar muitos amigos e camaradas da minha Companhia nomeadamente o camarada João Simão, presença assídua nestes eventos. Começou a cerimónia e o tempo ameaçava chuva.Miss Carla e Mr. Rui estavam contentes com o que viam, afinal tinham feito uma viagem desgastante para ver um encerramento de um curso de "Comandos" coisa que só ouviam falar, mas que queriam ver com os próprios olhos toda esta mística que nos distingue dos restantes. E quando chegou o momento que eu considero o mais alto da cerimónia, a homenagem aos caídos, aos nossos melhores, aos nossos heróis, não pude conter as lágrimas por esses extraordinários combatentes que eu conheci. Ao chamamento de Oficiais!...Presente! Sargentos!...Presente! Soldados!...Presente! Que sentimento nesse momento de silêncio total percorre a nossa mente! nunca serão esquecidos, estarão sempre presentes na nossa mem ória.Entretanto começou a chover forte e feio, mas incapaz de tirar o brilho a tão bela cerimónia que decorreu como se não chovesse, eu a brincar disse aos meus amigos: Cerimónia molhada...farda lavada! Todos os presentes resistiram de peito aberto a esta contrariedade que não ofuscou sequer um bocadinho este evento. Senti orgulho naqueles rapazes formados na parada, impecáveis, pernas abertas, peito para fora, cabeça erguida durante toda a cerimónia; verdadeiros continuadores da nossa mística e da nossa maneira de sermos "diferentes" O orgulho "Comando!"Finda a cerimónia, tempo para conversar com mais camaradas, e situações curiosas!...Conheci pessoalmente "Comandos" com quem travo mensagens no H15! a Internet tem destas coisas. Por fim um reencontro que me deixou muito feliz! O meu Capitão da 2042 Cmds como ele gosta de ser tratado pelos rapazes da Companhia, hoje General Cunha Lopes! 1,95, 120 quilos! coração de menino, sorriso sincero, de uma humildade inegualavél, grande Cunha Lopes! que abraço caloroso! um abraço paternal, a fazer lembrar os tempos dificeis passados em Angola! Saiba que miss Carla ficou com a face adormecida do seu beijo carinhoso! ela perdoa porque diz que foi à proporção da sua estatura corpulenta! mas muito bem impressionada com a sua simplicidade. Estava na hora de regressarmos ao Porto, mais uma boleia até ao Cacém ,desta vez por um camarada da 5ª Cmds da Guiné de nome Vítor Hugo que orgulhosamente levava na cabeça a boina camuflada, e explicou que só a 3ª Cmds e a dele a usaram na Guiné: obrigado Vítor Hugo. Cansados e molhados de tanta chuva o que obrigou Miss Carla a ter de comprar uma peça de roupa para substituir a molhada. Passamos uma parte da tarde no Parque das Nações para fazer horas para o autocarro cujo horário estava marcado para as 19 horas. Entretanto despedimo-nos de Mr. Rui que foi para o Entroncamento, que é a sua unidade às 17.30, tendo ficado com uma visão mais detalhada dos "Comandos" de quem é um fervoroso admirador, e eu também fiquei com a certeza de que a nossa amizade saiu mais reforçada, assim como com Miss Carla de quem fiquei seu admirador e impressionado pelas suas qualidades em geral, e com pena de não estar presente nesta foto como seria seu desejo por falta de lembrança nossa. Obrigado amigos por me fazerem companhia e ajudado a recuar no tempo. Que sentimento é este que nos leva a percorrer grandes distâncias, com as inerentes despesas que isso acarreta! Só pode haver uma explicação! Foram os melhores anos das nossas vidas, e o desejo sempre presente de revermos os nossos melhores amigos e honrarmos os nossos melhores que jamais serão esquecidos.


6 comentários:

garcez1ck disse...

Viva companheiro /
Uma bela mulher COMANDO é a primeiro que eu vejo, pelos vistos ela
ama os Comandos .
Quanto ao "Capitao" entre vos dois pârece um galheteiro, pois tem o
vinagre de um lado e o azeite de outro, estou a brincar.
Um abraço, e manda sempre

Polibio Robim disse...

...Com efeito tens razão!!Miss Carla é uma admiradora e amiga dos "Comandos" e devemos estar gratos por isso.Quanto ao Capitão, uma coisa te digo:quando for grande quero ser como ele!!Abraço camarada Garcêz.

garcez1ck disse...

Viva Companheiro.

Grande, Grande é uma maneira de dizer , nos somos mais pequenos, mas
chegamos a onde queremos. De toda a maneira estamos na faze Quarto
minguante, a unica coisa que cresce é o pneu e as sobranchelhas.
Um abraço grande camarada

garcez1ck disse...

Camarada se puderes da uma vista de olhos ao site SERVIRPORTUGAL
TEM COISAS INTERESSANTES
UM ABRA9Ohttp://www.servirportugal.com/index.php?sid=e5c32458bf5a8950a4bdd413cfcf1474

Henrique disse...

Viva camarada passei por aqui e estou espanntado com tanta memoria,boa e más,mas é assim a vida de um comando,passei pelos comandos em 91 e estou muito mesmo arrependido de não ter tentado o curso,mas sintome muito prossimo desta familia,que cada um comando é como é mas o sentimento de ser comando é muito forte,tambem estive lá no dia 29 com uma grande molha eu e o meu puto,que para ser franco o que eu mais quero é que ele seija comando.
Abracos camarada,passe pelo forum dos comandos de Portugal ,ai poderemos falar mais.

AUTOR DO BLOGUE POLIBIO RUBIM disse...

...Obrigado Henrique,pelo teu comentário a esta página que são apenas recordações de um tempo passado,mas sempre presentes em nós.Se passaste por lá, és um que pertence à familia,e a prova disso foi teres passado por aqui!Certamente que o teu filho vai dar-te essa alegria,não tenho dúvidas!Farei uma visita com certeza ao sit que indicas....um grande abraço camarada Henrique.